O livro

“Quando a Vida Faz Uma Curva” é a autobiografia de Jackson. A transposição das adversidades não foi fácil, mas, ainda assim, os sentimentos de realização e felicidade são visíveis em sua narrativa. Adora usar a frase “Aquele que caminha só”, que remete ao escotismo em sua infância. Para mim Jackson nunca esteve só, já que em seus relatos podemos observar que sempre teve por perto a família, os amigos e Deus.
A solidão, quando descrita, é coadjuvante, uma espécie de balizadora dos pensamentos, levando o autor à autoanálise e ao autoconhecimento.

Transpor todas as barreiras e as sequelas de um acidente de moto, ocorrido na estrada entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães, foi a mola propulsora para este jovem alcançar o sucesso. Jackson é, realmente, um sobrevivente… tem muito a nos ensinar, e com muito bom humor.

Ramon Carlini

Depoimentos

“Jackson, a coisa mais importante de que me lembro no seu caso, quando o conheci naquele quartinho do Hospital das Clínicas, foi constatar a gravidade da sua lesão do plexo braquial. Embora a sua preocupação mais evidente fosse a perda da perna, para mim era claro que o grande problema acabaria sendo o comprometimento da função do membro superior. Hoje posso ver uma pessoa que reputo como um vencedor. Você, definitivamente, está sendo capaz de fazer a limonada.” — Dr. Marco Guedes

“Uma história fascinante de superação e vitória, que desperta no leitor todas as emoções. Eu me emocionei com sua família, senti raiva, senti carinho, chorei e dei muita risada. O autor é um vencedor! Um verdadeiro milagre!” — Amanda, amiga

“Eu chorei, ri, me assustei, fiquei preocupada e surpresa… foi uma mistura de emoções. Parabéns por sua integridade e honestidade. Vai escandalizar os fracos, que nunca viveram de verdade.” — Jenifer, prima

“Eu não só fiquei emocionada com o conteúdo, como realmente acho que o autor teve sucesso em escrever algo que não dá vontade de parar de ler. Essa é a característica que, acho eu, todo escritor procura… eu realmente não queria que o livro acabasse.” — Lívia, prima

“Ei, isso é um vício. Comecei e não quero parar.” — Karlla, amiga

“O autor provou que não é a situação que determina as emoções e os comportamentos, e que não precisamos ser prisioneiros do passado. Ele é um exemplo de obstinação, resiliência e otimismo, conseguindo reassumir o comando de sua vida com grande maestria. A você, querido Jack, todos os meus aplausos.” — Camila, psicóloga

CAPA Quando a vida faz uma Curva


Um Comentário

  1. Bom dia Jackson, acabei de ler o seu livro e fiquei emocionada com sua historia, realmente você teve uma segunda change aqui na terra, então aproveite, isso faz com que os nossos problemas fiquem bem pequeninos perto de tudo que aconteceu, boa sorte bjos, Cristiane.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s